terça-feira, 27 de abril de 2010

Papaia


Além de favorecer uma boa digestão, a papaia é um potente antioxidante que ajuda o organismo a defender-se contra o efeito dos radicais livres e a prevenir, portanto, as doenças degenerativas.


Destaca-se pela sua riqueza em vitamina C - tem 10 vezes mais que a laranja e 5 vezes mais que o kiwi - e pela sua quantidade abundante de betacarotenos, sendo então um excelente fruto anti-envelhecimento, cheio de antioxidantes.


Mas como essas qualidades também se podem encontrar em muitos outros frutos de consumo frequente no nosso país, deveríamos habituarmo-nos a comer papaia pelas suas propriedades digestivas únicas.


Efectivamente, a papaína, uma enzima proteolítica que este fruto contém, facilita a digestão de proteínas e o esvaziamento gástrico durante a digestão, evitando também a acidez e a acumulação de toxinas.


Papaína e carpaína


As substâncias que tornam a papaia um fruto tão especial são as seguintes: A papaína é semelhante à pepsina, uma enzima que temos de forma natural no nosso suco gástrico e que ajuda a digerir melhor as proteínas. Mas além de se destacar como um estimulante digestivo, a papaína é também um potente anti -inflamatório.


A carpaína, a outra substância mágica da papaia, é um alcalóide que, em conjunto com a papaína, actua sobre o líquido biliar, facilitando a digestão da carne e outros alimentos pesados, e melhorando o processo de digestão.


Mas os especialistas também lhe atribuíram outra função importante: melhora os casos de insuficiência cardíaca e é muito útil nas crises de taquicardia.


Contra a doença de Parkinson


Consta-se que a papaia se tornou muito popular junto do Papa João Paulo II. O cientista Luc Montaigner - conhecido por ter descoberto o vírus da sida - aconse-lhou-o a seguir um tratamento com extracto de papaia fermentada para aliviar os sintomas da doença de Parkinson de que sofria.


Neste caso, eram os antioxidantes, abundantes na papaia, que exer-ciam o efeito curativo. O que Montaigner pretendia era combater a oxidação das proteínas cerebrais, acrescentando antioxidantes à dieta do Papa através da papaia fermentada.


E, efectivamente, a papaia é muito rica em antioxidantes - vitaminas A e C - sendo por isso muito recomendada para prevenir o envelhecimento prematuro, a deterioração mental, o cancro e outras doenças degenerativas.


A árvore da papaia


A árvore da papaia pode alcançar até 10 metros de altura, tem um único tronco delgado e recto (verde quando é jovem e bege quando é adulto). As suas grandes folhas dentadas (com uma nervura notá-vel) pendem do tronco graças a uma haste tubular que mede de 50 cm a um metro.


As suas flores variam do branco ao amarelo. O fruto é ovóide, e tanto a sua polpa como a casca podem ser amarelas ou de uma cor vermelha alaranjada. As sementes são negras, envoltas por uma membrana transparente.


A sua origem


A papaia (Carica papaya) pertence à família das Caricáceas e é originária dos trópicos americanos, especialmente da bacia amazónica, das Caraíbas e da América Central. Actualmente, cultiva-se nos climas tropicais de todo o mundo. Os maiores exportadores são o Brasil, o México, a Tailândia e o Quénia.


Especialmente indicada para…


Problemas digestivos crónicos, como a gastrite.Compensar a falta de secreções gastro-duodenais e pancreáticas.


Gastroenterites.


Colites.


Obstipação.


Cólon irritável.


Prevenir doenças degenerativas mentais e físicas.


SABIA QUE…?


Contra as amibas


As sementes frescas da papaia contêm uma substância que elimina os parasitas intestinais, sobretudo as amibas.


Quanto mais madura melhor


Para beneficiar das propriedades da papaia, o fruto deve estar bem maduro, de modo a não perder as suas qualidades, sobretudo a acção da papaína.


Ao consumi-la, é preferível fazer alguns cortes superficiais com uma faca para que elimine a sua resina, e deixá-la repousar durante uma hora, para que não seja indigesta ou amarga ao paladar. De seguida, descas-que-a e sirva.


A papaia fermentada


Uma forma de beneficiar das propriedades digestivas e antioxidantes da papaia durante todo o ano é tomando-a na forma fermentada, pois aumentam as suas propriedades. A fermentação favorece a actividade das enzimas proteolíticas aumentando assim os benefícios digestivos da papaia.


No mercado dietético, podem encontrar-se vários preparados alimentares à base de papaia fermentada, individualmente ou combinada com outras frutas de efeitos digestivos. Para quem sofre de indigestões frequentes, o ideal é tomar estes preparados antes das refeições, para melhorar os processos digestivos.


Fonte: Saúde / Sapo

Etiquetas: , ,

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Programas e jogos para computador

Marradas com efeitos sonoros

 Precisa de um novo e-mail?

ZZN Account

Abra aqui a sua nova conta 

 

OS NOSSOS BLOGS:

Notícias da Ilha Graciosa
Galeriacores cartoon humor

 

Lots of info for tourists who want to visit Azores

Lista de Links

Capela Virtual da Galeriacores

Notícias dos Açores



Fotogalerias dos Açores


Programas e jogos para computador

Alguns canais portugueses da TV Online: RTP, RTP 1, RTP África, RTP Directo, RTP Mobile, RTPN, TV SUL, TV Ciência, TV Cristo Vive, TV Horizonte, TV Net etc...



Newsfeed

Gardening Newsfeed Fresh Content.net

Google




Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor